Quanto ganha um sargento da Marinha?

Muitos almejam fazer parte das Forças Armadas, em especial da Marinha do Brasil, devido aos salários e benefícios que o órgão oferece. A estabilidade e a oportunidade de seguir carreira como militar ou civil, é um dos pontos fortes que fazem os brasileiros cada vez mais optarem por uma área nas Forças Armadas. Segundo o Ministério da Defesa, os militares são remunerados pelo soldo (valor que considera o posto e a patente do profissional) e benefícios com gratificações cativantes. Os valores do soldo e das gratificações irão variar de acordo com a graduação, especialidade, patente, e outros pontos que iremos explicar neste post.

Neste post, vamos mostrar quanto ganha um sargento da Marinha, benefícios, como chegar lá, além de outros pontos importantes que poderão te ajudar caso esse seja seu objetivo de vida. Veja tudo isso a seguir!

banner sargento da marinha

Como tornar-se um sargento da Marinha?

Em primeiro lugar, para uma pessoa ingressar no serviço militar e fazer parte da Marinha do Brasil, será necessário que o candidato passe por concurso público e por uma bateria rigorosa de avaliação física, psicológica e intelectual. As etapas desta bateria de testes são compostas de avaliação de conhecimento geral, prova física e por fim, uma avaliação junto a um psicólogo da instituição. É muito importante que as pessoas saibam que a Marinha oferece ao todo quatro opções de ingressar no órgão, e destas quatro, somente duas aceitam a participação de mulheres, que no caso é a EN (Escola Naval) e o Curso de Sargento Músico Fuzileiro Naval, voltado à música. Como Ingressar na Marinha

As escolas voltadas diretamente ao combate são de exclusividade para os homens, como o curso de Soldado Fuzileiro Naval, a EAM (Escola de Aprendizes Marinheiros), sendo que ambas permitem que o candidato seja casado e possua família. Já na Escola Naval, não é permitido que o candidato seja casado e/ou possua família. Seja você homem ou mulher, se quiser tentar uma vaga considerando os pré-requisitos citados, é fundamental que você seja brasileiro nato, tenha 18 anos, boa idoneidade moral e ótimos antecedentes de conduta. Concurso Aprendiz de Marinheiro (CPAEAM) 2019: inscrições, edital e manual

Para tornar-se um sargento, o candidato pode ingressar por meio da EAM e ao longo de uma trajetória, subir na hierarquia da Marinha até atingir o posto de Sargento da Marinha. Mas, para fica mais claro quando falamos de trajetórias, postos e patentes, vamos especificar um pouco mais a diferença entre oficiais e praças da Marinha do Brasil.

Hierarquia na Marinha

A Marinha do Brasil é organizada de uma forma hierárquica, assim como o Exército e a Aeronáutica. Essa forma de organização leva em consideração postos de comando, praças e oficiais. Isso tende a se diferenciar na maneira como os oficiais e praças atuam dentro da instituição. As oportunidades de concursos públicos voltadas para os oficiais, são os tipos de exames que só podem fazer pessoas com curso superior. Já os praças podem ingressar no concurso público com o curso fundamental, ensino médio ou técnico dependendo da vaga almejada.

Em relação a atuação dos oficiais e praças, a Marinha do Brasil exige que os aprovados para oficiais tratem de tarefas de suma importância estratégica, com um planejamento geral que abrange vários pontos importantes da segurança da nação e de todos que fazem parte da Marinha. Já os praças aprovados, serão responsáveis por colocar esse planejamento em execução. A partir deste entendimento, vem as subcategorias, como MN (Marinheiro), GR (Grumete), CB (Cabo), 3º Sargento, 2º Sargento e 1º Sargento. Além disso, existem suboficiais e outros funcionários que fazem a Marinha funcionar a cada dia.

Também, a Marinha é dividida em dois campos de operação: Corpo de Fuzileiros, que atua principalmente em terra, e o Corpo da Armada, que atua principalmente com as embarcações. Mas, existem outros grupos, como o Corpo de Saúde, o Corpo de Engenheiros, dentre outros profissionais especializados, que mesmo participando de forma mais sutil em cenários de conflito ou de crise enfrentados, é extremamente importante para a elaboração de estratégia e para a manutenção do funcionamento da Marinha em todos os aspectos.

Os fuzileiros respondem à infantaria, e podemos ver um exemplo disso no filme “O Resgate do Soldado Ryan”, ainda que o exemplo seja retirado da Marinha dos Estados Unidos. A hierarquia deles é semelhante a nossa na maiorias dos pontos, e tanto lá quanto aqui, podemos comparar o Corpo de Fuzileiros Navais como a força de frente da Marinha e nas Forças Armadas do Brasil.

Já os marujos da armada, estão espalhados entre os navios da Marinha, além de aviões e helicópteros, que também fazem parte das operações e estratégias da Marinha. De um modo geral, existem mais militares da Marinha no mar em comparação com os que estão em terra, com uma relação de 7.500 para 5.700, respectivamente.

Salário médio de um sargento da Marinha

Os sargentos da Marinha recebem uma soma de proventos que atingem a casa dos R$ 3.825,00 para o nível de 3º Sargento. Como já dissemos, tudo é uma questão de hierarquia dentro das Forças Armadas incluindo a Marinha, e desta forma, o 2º Sargento ganha mais que o 3º, atingindo a faixa de proventos na casa dos R$ 4.770,00. Dentre os três, o 1º Sargento é o que recebe mais, ganhando R$ 5.483,00 pelos seus serviços junto a Marinha. É importante considerarmos que para atingir salários mais altos, são agregados mais responsabilidades e tempo de casa, já que o tempo de permanência em um posto conta como forma de hierarquia nas Forças Armadas.

Observação importante: nesses valores não estão contidos os adicionais.

Tabela de salário atualizada para 2019:

Primeiro-Sargento R$ 5.483,00
Segundo-Sargento R$ 4.770,00
Terceiro-Sargento R$ 3.825,00

O diferencial hierárquico tem muito peso quanto aos salários e benefícios dos sargentos da Marinha. Mas todos eles, recebem além do salário, benefícios que agregam ainda mais com os valores citados. Dentre os benefícios, auxílio alimentação, auxílio transporte, plano de saúde médico e odontológico, são os mais importantes e agregam muito para o patamar financeiro do sargento da Marinha.

Portanto, para você que deseja fazer parte da Marinha do Brasil e tornar-se sargento, fique ciente dos proventos e benefícios e não deixe de acompanhar a publicação oficial dos valores que são informadas quase sempre no início do ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *