CPOR (Centro de Preparação de Oficiais da Reserva)

O curso ministrado pelo CPOR é um dos mais procurados pelos jovens que desejam iniciar sua carreira militar por meio da formação de Oficiais da Reserva. Através desse curso, esses jovens conseguem seu espaço na carreira militar podendo evoluir para diferentes hierarquias. Mas para que isso seja possível, os candidatos devem seguir uma série de pré-requisitos e passar em vários testes diferentes.

Neste post, falaremos sobre o CPOR, considerando suas principais características, para que serve, como é o processo seletivo para se tornar um aluno do CPOR, entre outras informações. Além disso, falaremos em detalhes como é feito o ingresso dos candidatos ao CPOR. Confira tudo isso a seguir e muito mais.

banner CPOR

O que é CPOR?

O CPOR (Centro de Preparação de Oficiais da Reserva) é um tipo de estabelecimento dedicado ao ensino de alunos que desejam iniciar carreira militar dentro do Exército Brasileiro. Neste tipo de ensino os alunos adquirem a formação básica, física, moral e técnico-profissional para atuarem como oficiais subalternos dentro da 2ª Classe da Reserva do Exército Brasileiro.

Site oficial: http://www.eb.mil.br/web/ingresso/servico-militar/-/asset_publisher/yHiw1SWkLQY6/content/cpor-e-npor?inheritRedirect=false

Esse tipo de centro de preparação existe em várias regiões do país, onde cada centro é responsável pela formação dos alunos que correspondem àquela região. A criação desses centros foi inspirada por Correia Lima, que era Capitão do Exército Brasileiro na época da Primeira Guerra Mundial. Ainda no começo do século XX, o Capitão percebeu que havia uma necessidade de completar o quadro de oficiais na reserva depois que a Primeira Guerra Mundial havia diminuído fortemente o número de militares.

Sendo assim, em 1927 foi criado o primeiro Centro de Preparação de Oficiais da Reserva no Rio de Janeiro. Esse centro passou a funcionar apenas em 1928. Após o primeiro ano de funcionamento, o Capitão observou que os resultados obtidos com esse centro foram positivos, e por isso, instituiu a criação de outros dois centros semelhantes em São Paulo e em Porto Alegre. Depois de algum tempo, outros centros como o primeiro criado no Rio de janeiro foram levados a outras cidades do país.

Por isso, podemos definir que o CPOR é um tipo de instituição de ensino específica para Oficiais da Reserva. O principal objetivo desses centros é formar oficiais para atuar na reserva, de modo que o Exército Brasileiro possa contar sempre com esse auxílio caso seja necessário.

*Fonte: TEN Botelho – Exército Brasileiro

Quais são os objetivos do CPOR?

Por ser um centro de formação de oficiais da reserva, os alunos são divididos entre as diferentes formações da carreira militar. No final do curso, todos eles são chamados de Aspirantes-a-oficial, mas essa é apenas a primeira classificação para os alunos que desejam se aprofundar em alguma área do Exército Brasileiro. Nesse caso, o curso CPOR oferece ainda a formação de acordo com as seguintes especialidades:

  • Arma de Cavalaria;
  • Arma de Infantaria;
  • Arma de Artilharia;
  • Arma de Comunicações;
  • Arma de Engenharia;
  • Quadro de Material Bélico;
  • Serviço de Intendência.

Por serem cursos com objetivos específicos, não há como definir o plano educacional aplicado a todos esses casos de uma única forma. Mas de uma forma geral, podemos definir que todos esses profissionais formados serão alocados de acordo com as necessidades, por isso, eles permanecerão a maior parte do tempo na reserva até que seja necessário a convocação desses militares em serviços de guerra ou paz.

Como ingressar no CPOR?

Mas como todos os cursos ministrados pelo exército, o CPOR só pode ser feito por candidatos que cumpram com todos os pré-requisitos exigidos, assim como os testes que são solicitados para que o candidato finalmente realize sua matrícula no curso de preparação. Em relação as exigências, o CPOR exige que os candidatos tenham as seguintes características:

  • Seja brasileiro;
  • Seja solteiro;
  • Tenha matrícula em curso de nível superior em instituição de ensino reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação) / Ter terminado o ensino médio;
  • Se apresente ao Serviço Militar Inicial por meio do alistamento obrigatório no ano em que o candidato completa 18 anos de forma voluntária para atuar com o CPOR/NPOR;
  • Seja do sexo masculino.

Se o candidato atender a todos esses pré-requisitos, ele poderá participar do processo seletivo que consiste em duas fases diferentes. Nas duas fases, o candidato será submetido a testes que vão desde a escrita a exames de aptidão física. Veja a seguir como funcionam essas fases de acordo com os testes aplicados a cada uma delas.

locais de alistamento CPOR

1º Fase – Seleção Especial

Nesta primeira fase, os candidatos são submetidos aos seguintes testes admissionais:

  • Prova teórica – o teste de Conhecimentos Gerais é aplicado com base em disciplinas como Matemática, Português, História e Geografia a nível do 3º ano do Ensino Médio;
  • Inspeção de Saúde – essa parte do processo consiste em descobrir se o candidato possui condições de saúde necessárias para o serviço militar;
  • EAF (Exame de Aptidão Física) – no EAF, o candidato deverá provar que é capaz de atuar no Exército Brasileiro considerando os limites físicos aplicados a vida militar. Nesta etapa, o candidato deverá realizar no mínimo 26 abdominais supra, salto em altura de no mínimo 1,10 metro, no mínimo 3 flexões de braço em barra horizontal fixa e uma corrida de 12 minutos onde o candidato deverá percorrer no mínimo 2.100 metros;
  • Entrevista – esta etapa da primeira fase consiste em descobrir questões importantes sobre o candidato, como estrutura familiar, habilidades e aptidões.

2ª Fase – Seleção Complementar

Nesta fase, os candidatos aprovados na fase anterior deverão realizar os seguintes testes:

  • Revisão médica – é um tipo de Inspeção de Saúde mais rigorosa do que é aplicado na fase anterior;
  • EAF (Exame de Aptidão Física) – o candidato aprovado na fase anterior deverá ainda realizar o exame de aptidão física solicitado para a segunda fase do processo seletivo. Nesse caso, é solicitado flexões de braços de no mínimo doze repetições, 20 abdominais supra com tempo máximo de 5 minutos e corrida de 12 minutos com percurso mínimo de 2.000 metros;
  • Entrevista – esta etapa se assemelha a fase anterior, mas com um diferencial que é uma investigação mais rigorosa em relação a estrutura moral, inclinações, tendências e aptidões do candidato;
  • EI (Exame Intelectual) – por fim, o candidato deverá realizar uma nova prova teórica sobre seus conhecimentos em Matemática, Geografia, Português e História a nível do 3º ano do Ensino Médio.

12 respostas

  1. Sim, agora eu sei que cai português, matemática, geografia e história. Mais quais são os assuntos mais abordados em português, matemática, geografia e história nessa prova intelectual do cpor

  2. Me respondam esse dúvida por favor. E se quando eu me apresentar, eu ainda estiver terminado de custa o 3° do ensino médio, eu consigo entra ou sou desclassificado na hora?

    1. Oi Cleiton..
      Pela minha compreensão ,você pode está cursando o 3 ano do ensino médio em 2019, pois em 2020 você já concluiu…sendo estas uma das regras..

      Abraços

  3. O interessado em ingressar no curso de cor tem que estar matriculado numa faculdade ou não. Ou só ter terminado o ensino fundamental o “antigo 2°grau

  4. Meu filho irá se apresentar no mês de Outubro. O que ele deve fazer para solicitar a ida para o CPOR?
    Esse pedido deve ser feito no momento da apresentação do alistamento?
    Obrigado pela ajuda

  5. Olá,Boa noite.
    Boa noite,queria saber se esse curso é disponível para menores de 18 anos?e +10 anos ?pois eu e minha irmã gostaríamos de entrar, porém eu tenho apenas 11 anos minha irmã tem 9 vai fazer dez mês que vem. A qualquer informação estou a dispor.

    Obrigada pela atenção
    Atenciosamente:Giullia Guedes e Elizabeth Guedes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *